Polícia Federal deflagra Operação JERIMUM em Jeremoabo para desarticular esquema de fraudes em licitações

Empresa também é responsável pelo transporte escolar em Pedro Alexandre

Na manhã desta sexta-feira (24/05), a Polícia Federal iniciou a Operação JERIMUM, com o objetivo de desmantelar um esquema criminoso especializado em fraudar licitações da Prefeitura Municipal de Jeremoabo/BA. O foco principal da operação são contratos irregulares relacionados ao transporte escolar, caracterizados por superfaturamento de preços e consequente desvio de recursos públicos.

O modus operandi da quadrilha incluía a utilização de “laranjas” como proprietários das empresas contratadas, ocultando assim o verdadeiro beneficiário das fraudes. Além disso, havia a alteração da razão social das empresas para disfarçar a continuidade das atividades ilícitas, bem como a inclusão de novas empresas pertencentes ao mesmo grupo criminoso para participar das licitações fraudulentas.

Apesar das licitações serem realizadas através de pregões eletrônicos, a transparência do processo era comprometida. Documentos e links essenciais para a participação de outras empresas não eram disponibilizados na plataforma utilizada para a publicidade dos atos, ou o acesso para inclusão/envio de documentos era dificultado. Essas práticas resultavam na desclassificação de empresas concorrentes e na restrição da concorrência.

Desde as primeiras horas do dia, cerca de 30 Policiais Federais estão cumprindo seis mandados de busca e apreensão nas cidades de Jeremoabo/BA e Paulo Afonso/BA. As ações incluem buscas na sede da Secretaria Municipal de Educação de Jeremoabo/BA, com o objetivo de coletar evidências robustas das fraudes e desvios de recursos públicos, além de identificar possíveis novos envolvidos no esquema criminoso.

O nome da operação, JERIMUM, é uma referência à origem do nome do município Jeremoabo, derivado do Tupi e que significa “plantação de abóboras”.

Pedro Alexandre

Além dos problemas em Jeremoabo, a mesma empresa responsável pelo transporte escolar também opera no município de Pedro Alexandre, onde a qualidade do serviço tem sido duramente criticada pelos estudantes. As reclamações dizem respeito à segurança e ao conforto, pois a maioria dos ônibus escolares disponibilizados pela empresa não possui os requisitos mínimos de segurança e apresenta sinais de deterioração. Alunos, inclusive, já gravaram vídeos denunciando essas condições precárias.

A Polícia Federal continuará as investigações para dimensionar o prejuízo causado e identificar outros integrantes da organização criminosa.

Apesar ser a mesma empresa, o município não foi visitado pela Policia Federal nesta operação.

Veja a nota a imprensa emitida pela Policia Federal: Aqui.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Desative o bloqueador de anúncios por favor