Notícias

'Não entro mais em mercado', diz homem torturado

Fábio Rodrigo Hermenegildo, 37, tenta esquecer um pesadelo há quase dois anos. As cicatrizes nas mãos e o pé direito que passou a mancar, porém, o impedem.

Nada tirou tanto o sono do ajudante de pedreiro quanto o dia em que virou meme e parou em mensagens de celular de gente conhecida. “Foi um pesadelo. Só durmo à base de remédios”, diz.

Hermenegildo sobreviveu a uma sessão de tortura. Foi amarrado, amordaçado com um fio de náilon e obrigado a ficar sentado no chão sobre uma poça de água com a calça abaixada. A água era para potencializar os choques elétricos nas mãos.

Também foi espancado com um cabo de vassoura. Ele diz que foram esses golpes que o deixaram manco.

Ele foi levado ao “quartinho do terror”, lugar usado para surrar quem é pego em furtos. No mês de março de 2018, foi flagrado com um pedaço de carne escondida sob a camisa no Mercado Extra do Morumbi, na zona oeste de São Paulo.

Cercado por seis seguranças, foi mantido em cárcere privado e obrigado a repetir frases como: “Galera, não rouba mais no Extra Morumbi” e “Eu errei e me ferrei”, enquanto levava choques e pancadas.

Reportagem do jornal Folha de S.Paulo publicada em setembro de 2019 mostrou que esse tipo de prática não é rara no Brasil.

“O que eu fiz foi um ato de desespero. Estava faltando comida em casa. Eu e a minha mulher estávamos desempregados. Eu errei, mas nunca pensei que passaria por isso”, afirma.

Ele falou com a reportagem oito dias antes da audiência, marcada no dia 20 no Fórum Criminal da Barra Funda, que pode condenar seus agressores. “Eu nunca mais terei a vida que levava antes. Hoje nem entro em supermercados. Por isso, o que eu mais quero é que eles paguem pelo que fizeram”, afirma.

No ápice do espancamento, Hermenegildo fez um pedido. “Eu disse para eles: podem me matar. Não aguento mais tanta dor.” Diz que começou a ser torturado por volta do meio-dia; foi liberado à noite. “Eu só pensava em morrer. Queria ser atropelado pelos carros. Seria mais fácil se tudo tivesse acabado ali mesmo.”

Entre uma ameaça e outra, afirma que viu seus agressores trocarem informações com seguranças que supostamente trabalhavam em outra unidade do Extra. “Eles mandavam vídeos que mostravam eu sendo agredido. Daí os colegas dele respondiam: aqui a gente ensaca e afoga.”

Nascido na periferia paulistana, cresceu numa casa de dois cômodos com a mãe e nove irmãos. Tem três filhos do primeiro casamento e um quarto filho do segundo.

Não concluiu o ensino médio. Dos 23 aos 25 anos, viveu sob o elevado Presidente João Goulart, o Minhocão. Andava pelo centro usando cocaína e crack e acumulou passagens na polícia por furto.

Em 2010, foi condenado por roubo, mas recebeu pena alternativa. “Foi o período mais difícil da minha vida. A minha mãe não teria aguentado me ver na rua se fosse viva.”

Hermenegildo não responderá na Justiça pela tentativa de furto no Extra.

A tortura que sofreu veio à tona só em setembro, quando um dos agressores decidiu publicar um vídeo na internet. “Nesse período todo eu fiquei escondido, porque achava que o meu erro era maior do que o espancamento que eu sofri”, diz.

Dos seis réus – quatro funcionários do Extra e dois da empresa de segurança G8 –, só dois continuam presos.

Ademir Ferreira dos Santos, apontado nas investigações da Polícia Civil como um dos responsáveis por filmar e espancar a vítima, estava entre os presos, mas morreu em 3 de dezembro após passar mal numa cela do Centro de Detenção Provisória Pinheiros 2.

A SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) abriu investigação sobre a morte. Segundo a certidão de óbito, Ademir morreu por complicações de AVC (Acidente Vascular Cerebral) e hepatopatia crônica (doença no fígado).

O advogado de Hermenegildo, Claudiney da Silva Leopoldino, diz que vai aguardar a audiência na esfera criminal para ingressar na cível com pedido de indenização por danos morais e materiais contra o Extra e a G8. “Vamos pedir indenização de ao menos R$ 700 mil”, planeja.

Hermenegildo também afirma que não recebeu nenhuma assistência do Extra até agora.

Leopoldino diz crer que os cinco réus possam ser condenados na Justiça por tortura, algo que não aconteceu com dois seguranças que chicotearam um adolescente de 17 anos flagrado tentando furtar barras de chocolate do supermercado Ricoy, na zona sul. Eles foram condenados por lesão corporal.

“A maioria dos agressores eram funcionários do Extra. Ou seja, era uma prática institucionalizada. Também já temos manifestação de juiz reconhecendo que houve tortura quando um dos acusados teve um pedido negado de revogação de prisão”.

A tortura é um crime inafiançável e imprescritível, que não pode ser perdoado por indulto do presidente.

Há dois anos Hermenegildo não consegue emprego com carteira assinada, mas tem um plano para quando obtiver reparações na Justiça. “Quero sair de São Paulo, morar numa cidade pequena e voltar a dormir em paz”.

O Extra disse, em nota, que proíbe o uso de qualquer tipo de violência. Afirmou que colaborou com as investigações e que demitiu os funcionários identificados nas agressões.

Em relação à alegação de que outros funcionários da segurança praticam tortura, a rede afirmou que seus seguranças são treinados para respeitar os direitos humanos. “A empresa possui canais formais de denúncia para a comunicação de atos que infrinjam valores, políticas e procedimentos da companhia.”

Sobre a acusação de que não ofereceu assistência à vítima, o Extra disse que soube do caso no dia 12 de setembro de 2019 e que não recebeu nenhum contato de Hermenegildo ou de seu advogado.

Também procurada, a G8 disse que, após saber do ocorrido, foi a primeira a comunicar a polícia e também que afastou seus colaboradores envolvidos.

Fonte: O Tempo

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

You may also like

Leia MAis

Lilly ford escort Romantix los angeles, ca Oriental spa grand forks nd Backpage georgetown tx
Altoona pa hookers Greenville sc headhunters Local escort girls
Blackpages dallas Escort krypton
Mishawaka escorts Backpage miami male escorts Stage dolls new jersey
Bottoms up gentlemens club Putas en long island ny
Stateline arcade el paso 3109181090 Toronto erotic review
6125169009 Sex clubs in michigan Adult entertainment fort myers
Asian massage spa, fort lauderdale florida Arlington backpage tx
Call girls glen allen Massage happy ending in san jose
Couples adult novelties leominster, ma Eros minn Newtime massage Chico personals
Hilton new brunswick canada Rubmaps encino Seattle escort backpage
Www.pornhub.com mobile Phoenix incall massage Shemales in grand rapids
7 479 995 308 Gentlemen clubs in tampa
Find someone to fuck near me 3106929165 Black transexual pictures Swingers clubs in texas
Winston salem milf Richardson massage
Back page billings mt Saginaw michigan backpage Massage 49
Oklahoma city rub Salem,oregon backpage 7028450878
Topless cabaret Escorts in jacksonville, fl
Long island ny escort Club xtra ft.lauderdale
Tex mex gentlemens club 3102923793
Trany dating Sex massage xuhui 2019 Mexico scorts
Escort praxilla out of the shrine Paradise fountain syracuse ny Dominatrix girlfriend
Massage parlor in atlanta Best sexy ass
Gfe escort nnj Ford escort mark 2 Massage green utica
Escort at singapore price Seattle escort sites Live escorts tampa
Sexi tijuana com Chattanooga independent escort Backpage floresville tx
Bath house fort lauderdale fl Sex shop u street washington dc Swingers clubs reno nv Ebony tranny list
Club dallas bath house Strip clubs in hammond la
Greenville ms classifieds Brownsville texas escorts Asian massage green bay Backpage central
Ithaca backpages Asian massage springfield va Sex massage room
Prostate milking san diego Black page oc Dinah mite Backpage com south bend
Massage in brainerd mn 12" in asian pussy
Backpage fort lauderdale com Trannys in houston Craiglist clovis nm Gilroy massage
Canton backpage massage Adult search new orleans Lingerie concord Chicago exclusive escorts
Naughty asian massage Blonde bbw
Listcrawler myrtle beach Sensual massage wisconsin Escorts in waco tx
Mcdonalds keeaumoku Speacia Macau escort
Adult stores with glory holes Carmen ts Backpage freehold
Alligator alley 247 Sakura massage san diego Atlanta escort female
Pussy for girls Gay bath san antonio Seattle gay escort Malibu san antonio tx
Pocatello escorts New delhi strip club
Hilton san marcos tx Escorts in st pete fl 7796012298 Massage tri cities tn
Cityxguuide Barrie personals
Williamsburg va escorts 3007 s dairy ashford houston tx Wet n wild specials Nyc backpage massage
Escort dating services Cherry girl escorts Vanitymariexo Mnl courtesans
Escort reviews san jose Onebackpage
Renton wa escorts Craiglist bellingham Sex massage india 2019
Call girls wichita ks Juneau empire classified ads Chubby aunt sex massage
Fbsm houston Uu massage White pages denver metro
Gastonia classifieds Onlyfans ts
Sexy older japanese women Gay massage south florida
Tantra massage new york Backpage ts denver
Hot black escort northern Stateline showgirls post falls id
Hicksville massage Masajes san diego california
Big girls little pussy Women getting erotic massage
Llebar Idaho escort Www.columbusbackpage.com