Seleção brasileira masculina de handebol faz primeiro treino em Tóquio

A seleção brasileira masculina de handebol fez o primeiro treino em Tóquio. Nesta quarta-feira, a equipe trabalhou no Yoyogi National Stadium, casa dos natação e do basquete nos Jogos de 1964 e que ganhou um novo visual para a Olimpíada, atrasada em um ano por conta da pandemia de covid-19.

Além da ação na quadra, os jogadores também testaram a área de aquecimento e os protocolos de entrada e só deixaram elogios à estrutura. “É sensacional treinar numa arena como essa. A gente estava comentando que achamos que nunca vimos uma arena desse tipo”, disse o lateral Haniel Lângaro. “Agora é Jogos Olímpicos, o ambiente é outro, estamos supermotivados e felizes e esperamos fazer um ótimo papel aqui em Tóquio”, acrescentou.

A arena desenhada pelo arquiteto Kenzo Tange começou a ser construída em fevereiro de 1963 e foi inaugurada em outubro do ano seguinte. É famosa por seu design de teto suspenso e teria capacidade para receber cerca de 10 mil espectadores. No entanto, os organizadores vetaram a presença de público em Tóquio.

“É uma mistura de felicidade de estar jogando numa quadra tão preparada, tão estruturada, digna de uma Olimpíada, mas um pouco de tristeza de ver essa arquibancada toda aqui vazia. Mas já estamos acostumados com isso, faz mais de um ano que estamos jogando sem público”, afirmou o técnico da seleção, Marcus Tatá, apontando o contraste de sentimentos.

O handebol masculino do Brasil será representando nos Jogos Olímpicos pelos pontas Guilherme Torriani, Felipe Borges, Rudolph Hackbarth e Fábio Chiuffa; os laterais Thiago Ponciano, Leonardo Dutra, Thiago Petrus, Haniel Langaro, Gustavo Rodrigues e José Guilherme Toledo; o central João Pedro da Silva; os pivôs Rogério Moraes e Vinícius Teixeira e os goleiros Rangel da Rosa e Leonardo Terçario.

Como parte de sua preparação para a Olimpíada, a seleção de handebol treinou em Portugal e em Ota, base do Time Brasil no Japão, antes de vir a Tóquio. A equipe estreia contra a Noruega no próximo sábado, 24, às 9h, no horário do Japão – dia 23, às 21h, no horário de Brasília.

“É um momento importante para todos nós, mas principalmente pros atletas. É hora deles concentrarem para as partidas, saber da importância que de jogar bem a Olimpíada, atingir os objetivos e mostrar o porquê de estarem numa edição de Jogos Olímpicos”, resumiu o treinador.

Além da Noruega, a seleção enfrenta ainda França, Espanha e Argentina e termina a participação na fase de grupos contra a Alemanha no dia 1º de agosto. A melhor campanha da equipe masculina em Jogos foi na Rio-2016, quando a seleção caiu nas quartas de final para os franceses e terminou a competição em sétimo.

Fonte: Esportes R7

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo