Marcapasso se dissolve no corpo, evitando necessidade de cirurgia

Duas universidades norte-americanas desenvolveram o primeiro marcapasso biodegradável, sem fio, que se dissolve no corpo quando não é mais necessário. É leve e flexível e pode ser usado por pacientes que precisam de estimulação temporária após cirurgia cardíaca, de acordo com uma pesquisa publicada na revista Nature Biotechnology

Os componentes deste dispositivo são absorvidos pelo corpo entre 5 e 7 semanas, quando não é mais necessário estimular artificialmente o coração do paciente, sem a necessidade de ter que retirá-lo cirurgicamente, evitando possíveis infecções

A principal aplicação clínica deste marcapasso temporário será no campo da cirurgia cardíaca, afirma o médico Rishi Arora, co-autor do estudo e professor de cardiologia da universidade Northwestern, nos Estados Unidos 

Todos os componentes do marcapasso são feitos de materiais que não produzem reações alérgicas ou imunológicas, quando em contato com os tecidos do corpo do paciente receptor

O dispositivo temporário também pode ser usado por pacientes que esperam por um marcapasso permanente e, de acordo com o médico, no futuro, poderá ser aplicado por meio de um cateter e usado após um infarto do miocárdio ou ataque cardíaco

Fonte: Saúde R7

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo