Policial mata cachorro a tiros após se desentender com tutora no Rio de Janeiro

Ney Cortês da Silva, policial civil do Rio de Janeiro, está sendo investigado após ter sido acusado de ter matado um cachorro durante uma discussão com sua tutora nesta segunda-feira (19). As informações são do jornal Extra.

Por volta de 15h30m, policiais militares foram chamados por uma artista circense, que, acompanhada de um amigo, alegava que Ney os havia ameaçado com arma de fogo e dado um tiro no seu cão. Na delegacia, o policial admitiu o disparo, mas alegou temer que o cão fosse atacá-lo.

O caso foi enquadrado no crime de maus tratos a animais, com o agravante morte, e diligências devem ser feitas nos próximos dias. Em nota, a Polícia Civil informou que a Corregedoria da corporação vai apurar o caso com rigor.

Fonte: Correio

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo